Vida e Obra de Oswaldo de Camargo



Nasci em Bragança Paulista, SP, em 1936. Dos 12 aos 17 anos estudei no Seminário Menor Nossa Senhora da Paz, em São José do Rio Preto, de onde sai em 1954. Estudei piano e harmonia no Conservatório Santa Cecília, em São Paulo.
Sou herdeiro de buscas culturais de negros do País que, no início do século XX, começaram a reavaliação da situação do elemento afro-brasileiro e partiram para uma tentativa de inseri-lo social e culturalmente, tendo como armas sobretudo agremiações de cultura, jornais alternativos para a coletividade, teatro negro, a literatura, sobretudo a escrita por poetas de temática afro-brasileira, como Lino Guedes e Solano Trindade.


Estreei em 1959, com o livro de poemas O homem tenta ser anjo, no tempo em que era diretor de cultura da Associação Cultural do Negro, em São Paulo, e trabalhava como revisor no Jornal Estado de São Paulo, empresa na qual iniciei minha carreira no jornalismo em 1955. O segundo livro, 15 POEMAS NEGROS, é de 1961, marcado por um prefácio de Florestan Fernandes. Na prosa, estreei com o livro de contos O carro do Êxito, de 1972, seguido da novela A descoberta do frio, de 1978, e os poemas de O ESTRANHO. Em 1987 tive editado pela Secretaria de Estado da Cultura o livro O NEGRO ESCRITO - Apontamentos da presença do negro na literatura brasileira.


Tenho poemas e contos traduzidos para o alemão, francês e espanhol.


Recebi, em 1998, da Secretaria da Cultura de Santa Catarina, a "Medalha Cruz e Souza", pelas publicações e estudos em jornais e revistas sobre o poeta. Hoje sou coordenador de literatura do Museu Afro Brasileiro, em São Paulo.

Minhas Obras


Um Homem tenta ser Anjo - Poemas, Edição do autor, apresentação de Sérgio Milliet e prefácio de José Pedro Galvão de Souza, 1959.

15 Poemas Negros - Série Cultura Negra, da Associação Cultural do Negro, com um estudo do prof. Florestan Fernandes, 1961.

Nova Reunião da Poesia do Mundo Negro - 3 poemas, antologia organizada por Léon Damas, Paris, 1967.

Antologia dos Poetas da Cacimba - 2 poemas, 1967.

O Carro do Êxito - Contos, Editora Martins, Apresentação de Jane M. McDivitt, ilustrações de genilson, 1972.

A Descoberta do Frio - Novela, Edições Populares, Apresentação de Clovis Moura, ilustrações de Luiz Boralli, 1979.
O Estranho -Ed. Rowitha Kempf ,1984.

A Razão da chama - Antologia dos Poetas Negros Brasileiros (organização),GRD, 1986


O Negro Escrito - Apontamentos sobre a presença do negro na Literatura Brasileira, Secretaria de Estado da Cultura, Acessoria de Cultura Afro-Brasileira, capa e projeto grafico Ubirajara Motta, 1987.
Solano Trindade, poeta do povo - Aproximações, Com-Arte-Editora Laboratório do Curso de Editoração, USP,2009.


9 comentários:

:: Soul Sista :: disse...

Por favor, Sr. Oswaldo Camargo, não pare de publicar neste blog. O meio virtual é um excelente espaço para propagarmos nossas idéias. Um estudioso com o quilate do senhor não pode deixar de nos brindar com o seu conhecimento. Sou uma doutoranda carioca de Literatura que estuda em Salvador. Já tendo lido algumas poesias e contos do senhor nos Cadernos Negros, hoje consegui uma obra que queria há tempos - O negro escrito. Já iniciei feliz a leitura!

Um forte abraço

Durval disse...

Mestre,

Muito me honra poder falar-lhe através deste canal. Desejo-lhe sorte e estarei sempre por aqui.



Durval Arantes

Consciência Negra disse...

Parabéns por propagar e honrar nossa cultura!Feliz Aniversário.

Anônimo disse...

sr. oswaldo ,lá se vão anos daquelas reuniões e serões em sua morada no lausanne,especialmente no natal,quando o piano,as suas mãos,abrilhantava a sua sempre grandiosa generosidade,;apertam sua mão as duas de aguinaldo alves

2008 disse...

Mestre, este sitio ainda está ativo? Saudades de nossas prosas sobre Sengor. abs. Biblioafro-Philolibrorum.

gabriel jorge disse...

muito legal sua literatura

wanderson disse...

muito legal gostei muito

Margareth disse...

Pessoal, Como faço para contactar Oswaldo Camargo? Quero escrever um projeto de pesquisa e gostaria de trocar algumas ideias com nosso grande mestre que retrata o universo negro, o qual permeia concretamente e intensamente nossa sociedade.
Abraços,
Margareth Santos
Meu email de contato é magghie@oi.com.br

João Batista de Jesus Felix disse...

Caro Oswaldo Camargo, você poderia precisar a data do seu nascimento. Segundo algumas pessoas, estão circulando duas datas distintas. Para mim seu aniversário ocorreu no dia 24 de outubro. Estou certo?